terça-feira, 20 de novembro de 2007

Barulho d´água (Retratos)

Retratos

Antes da bala perdida, o orgulho da mãe. A esperança do pai. Depois virou noticia efêmera. Soma nas estatísticas. Agora é apenas uma foto (bastante desfocada por sinal), que saiu do porta-retrato para figurar num painel público pedindo o fim da violência.

Infância sem lugar ao sol

Nas esquinas, como os chocolates que (não) vende, derrete ao sol a infância de um menino...

Nenhum comentário:

Três ou mais linhas de prosa... e de poesia


O velho lago
mergulha a rã--
barulho d´água.

Este blog, cujo nome deriva do haicai de Matsuo Bashô, tem por objetivo a divulgação de crônicas e outros gêneros literários de minha autoria -- consulte também
http://www.poesiafeitaemcasa.blogspot.com e http://www.karumi.nafoto.net, outros trabalhos que assino. A cópia e reprodução dos elementos aqui contidos sem a devida autorização, por escrito, e sem estarem negociados direitos autorais e outras questões comerciais, sujeitarão o infrator a entendimentos com a lei.

Marcelino Lima



Marcadores

Arquivo do blog